PORQUE NADA É PRA SEMPRE

Muito tempo atrás, quando o mundo ainda era mundo, nos primórdios do tempo, a humanidade vivia a chamada Época Dourada, ou Idade de Ouro. Nessa época, a deusa Harmonia permitia que os deuses vivessem em harmonia com as pessoas. E que as pessoas vivessem em harmonia com as pessoas. E que deuses, pessoas, animais e natureza vivessem em harmonia. A deusa Abundantia dava todo o sustento de que precisassem. Juno, Afrodite e Amor transformavam o lugar todo em um grande Éter: corpos exuberantes, belezas incomparáveis (mas nenhuma comparada a você Juno, calma!). Fauna e Flora davam a beleza natural de que o planeta necessitava. E Dies fazia os dias mais bonitos, e sua mãe Nix as noites mais lindas. Mnemósime e as nove musas cantavam, dançavam e interpretavam, e suas belezas e talentos eram admirados até pelo mais carrancudo dos humanos.

Tudo ia bem demais até que Discórdia, mesmo sem ter sido convidada para a festa, resolveu aparecer com um "presente" para as mulheres do lugar: um Pomo da Discórdia com a inscrição "para a mais bela das deusas". Tamanha foi a disputa entre as deusas que a visão de paraíso começou a ruir abruptamente. Houve muita fuga e muita ira. Abundantia não quis mais participar de uma sociedade em que Amor não tivesse lugar. Foi instaurado o caos. Foi nessa época que novos deuses começaram a acompanhar Gaia: os demônios Íncubo e Súcubo, Tânato, Plutão, Míser, Nêmesis. E a humanidade presenciou a abertura do portal de Averno.

Desde então, os deuses e os mortais originais se ressentem dessa época de tamanha paz. Sentem muita falta, inclusive, de pessoas com as quais conviviam e que não existem mais. Talvez tenham sumido, talvez tenham fugido, talvez tenham morrido. Talvez tenham se esquecido desse tempo e dessas pessoas. Talvez tudo tenha sido uma grande ilusão provocada por Somnos ou um delírio provocado por Fantasia. A verdade é que as pessoas começaram a sentir um grande peso por dentro, uma mistura de remorso, de nostalgia, de tristeza e de alegria. Vez ou outra, percebe-se que um sorriso se desenha junto a uma lágrima, ou uma lágrima nasce em meio a um sorriso. Tudo por conta das lembranças doídas e prazerosas de um tempo maravilhoso que a incerteza não deixa saber se voltarão. Ou se haverá novos dias tão felizes.

É que ninguém percebeu, estavam todos ocupados para perceber, que, quando os deuses maus apareceram, um outro deus discreto, silencioso, da cor da sombra que deixa as lembranças e os sonhos sem cor, surgia em meio ao vácuo do Universo. Foi assim que nasceu o deus Saudade.

Planos impossíveis Uma semana sem te ver. Eu já sabia que isso ia acontecer. O tempo passa eu fico mal. É ilusão achar que tudo está igual. Você apareceu pra mim. Não posso evitar me sentir assim. O que eu faço pra escapar dessa vontade que eu tenho de falar toda hora com você? Faço planos impossíveis pra te ver mas, pra mim, são tão reais. O que aconteceu, eu não me lembro mais. Eu poderia escrever mil canções só pra você. Poderia te falar meus motivos pra gostar tanto de você. Me diz quando a gente vai se ver. Pra eu poder te abraçar e tentar te explicar a falta que você me faz. Eu não aguento mais ficar tão longe de você. Você me diz que não tá bem. Que não para de pensar em mim também. Agora, antes de dormir, por dois segundos eu consigo até sorrir. Por que essa complicação? Distância é o fim pra quem tem coração. Será que eu devo te dizer que eu quase choro quando falam de você? Mas eu consigo segurar pra ter certeza que ninguem vai reparar que eu tô cada vez pior. E a saudade em mim é cada vez maior. E eu não sei se algum dia eu já me senti assim. Eu nem me lembro de querer alguém como eu quero você pra mim. E é por isso, que eu vou te dizer.

DO QUE VOCÊ TEM SAUDADE?|NADA É PARA SEMPRE|AOS OLHOS DA SAUDADE, COMO O MUNDO É GRANDE|É MELHOR TER AMADO E PERDIDO DO QUE NUNCA TER AMADO|ISSO TAMBÉM VAI PASSAR

Projeto "Querida fotografia", de Taylor Jones

Original aqui.

Alguns de vocês devem ter ouvido falar de algo chamado "foto de uma foto do passado no presente", o que nada mais é do que do que uma foto de uma foto do passado no presente. Assim, há centenas delas na internet, mas Taylor James iniciou um projeto baseado nesse conceito.

As pessoas lhe enviarem fotos e histórias e ele as colocou no seu tumblt, chamado Dear Photograph. Elas são de aquecer o coração, e algumas até dão umas pontadas no peito, mas todas são definitivamente cheias de saudade e muito amor. Taylor até lançou um livro de mesmo nome, que eu acho bastante interessante e inspirador. Dê uma olhada e, ao final do post, há mais informações sobre o livro. Eu espero que você aproveite, e você deveria mesmo passar pelo Dear Photograph para ver mais fotos de fotos do passado no presente. Divirta-se! :)

Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,
simplesmente um balão amarelo ou o primeiro floco de neve da estação sempre fizeram minhas meninas sorrirem e olhar com admiração. Eu agradeço as lições de vida que elas me ensinaram.
Mamãe.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,
lembra quando você tinha que voltar pra casa quando as luzes da cidade se acendiam? Onde estão os bons e velhos dias quando as ruas eram cheias de crianças brincando de esconde-esconde e pega-pega? Aqueles foram dias inesquecíveis!
Linda.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,
eu nunca tinha pensado que eu sentiria falta de cavalgar pela grama o dia inteiro. Eu guardo essas memórias com muito carinho.
Maggy.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,
quando ele quebrou meu coração você me abraçou forte e disse "se tiver que ser, vai acontecer". Mal sabia eu como aquele pequeno pedaço de conselho iria me ajudar pelo resto da vida.
Com amor, Chloe.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,
era a época de "queda das folhas" e "entrar nelas", uma pilha de folhas crocantes, que lhes fazia levantar da cama e ir lá fora brincar. Eu preciso de uma dessas pra mim... de novo.
Rachel.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,
nós esperamos alguns anos depois que eles se foram... mas agora o sofá dos meus avós têm que ir também...
Amy.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,
o dia de mudança 23 anos atrás foi como um presente esperando pra ser aberto. Mal sabia eu que que uma irmãzinha estava a caminho e, dez anos depois... um irmão.
Shari.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

cuidado com o Urso!

Nicholas.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

Faz cinquenta anos desde que eu usei esse traje de neve, e muito mudou desde então. Mesmo depois de tantos anos, parece que faz tão pouco tempo... exatamente como tem que ser.

Billy.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

esse Natal foi o primeiro sem você. Você me deu os melhores catorze anos que um cachorro poderia dar, e aqueles presentinhos de amor... seus filhotinhos. Sinto falta deles, e sempre vou me lembrar do seu rostinho meigo.

Com amor, Chantal.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

meu irmão e eu alguns anos atrás... quando o jantar e o Batman eram tudo com que nos preocupávamos.

Lauren.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

meu avô não me reconhece mais, mas ele sempre sorri quando eu lhe mostro essa foto. Espero que no fundo ele se lembre do quanto eu amava ficar com ele.

Com amor, Laura.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

os tempos de Dia de Ano Novo voaram e levaram meu irmão mais velho e eu de volta a onde eu nasci em Zaltbommel, Holanda. Esses anos passaram e hoje somos mais do que irmãos, somos os melhores amigos.

Jos Van Den Berg.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

Resoluções de Ano Novo e trinta anos depois... No que aquele menininho dentro de mim estava pensando? Espero que eu nunca deixe de lutar pelos sonhos daquele menino. Isso é o que mais importa.

Scott.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

Eu gostaria que a subida fosse tão fácil quanto a descida...

Merryn.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

eu sei que vocês são meus antepassados sentados aí, em frente à casa onde eu cresci e minha família mora até hoje. Mesmo que tenhamos vivido em épocas diferentes e tenhamos uma geração ou mais de distância, de alguma forma eu me sinto intimamente ligado a vocês.

Gitte.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

eu me lembro de cada momento que passei com você naquele verão. Você sempre me ensinou que éramos só amigos, mas pra mim era muito mais. Um ano e meio depois e você é minha namorada. Feliz dia dos namorados!

Seu namorado,

Louis.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

Sentir-se invisível, escalar pelos troncos, nós dividimos tantos segredos de menina... Gostaria que a cidade não tivesse cortado os galhos mais baixos, agora é impossível subir. Eles nunca vão saber como ficamos tristes aquele dia... Era bem mais do que só uma árvora.

Com amor, as meninas.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

faz setenta anos que minha mãe molhos os dedos dos pés no Lago Cavloc, Suíça, com seu pai e sua irmã. A beleza estava em todo lugar ao redor deles e assim também estavam os ecos da juventude. A visão da minha mãe mudou, agora, e hoje ela vive num asilo. Seria melhor se a água em que eles dançaram não tivesse tirado a fonte da juventude deles...

Peter.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

nos idos 1970, quando eu tinha sete anos, eu fui à loja Dime e comprei pro meu pai esse cigarro enorme de brinquedo que eu fiquei muito animado pra lhe dar. Como um chefão, ele o fumou inteiro. Talvez tenha sido o pior cigarro que ele já fumou, mas ele nunca o largou. Tenho saudade do meu pai.

Steve.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

quando meu avô vinha nos visitar, ele ficava olhando a gente brincar no jardim enquanto corríamos sem preocupações. Fico feliz que, de alguma forma, ele tenha tido uma chance de ver seu trineto fazer o mesmo.

Clayton.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

por que eu não consigo ver todas as cores que o Halloween costumava me trazer? É difícil ver toda a magia através das lentes dos adultos...

Paisley.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

Blowing Rock foi nossa parada, mas não nosso destino. Nós nunca chegamos a onde havíamos planejado chegar a, infelizmente, papai não pôde viajar como daquela vez... nunca mais.

Larry.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

espero que ele nunca se esqueça dessas caminhadas.

Tracy.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

vinte anos depois, eu ainda procuro meu pai para consertar meus patins quando eles quebram. Eu jamais pediria pra mais ninguém.

Eliza.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

nosso casamento foi o mais doce dos dias, assim como os chocolates da vovó.

Onno.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Querida fotografia,

a vovó sempre cuido de nós.

Jeffrey Pitcher.


Dear Photograph Project by Taylor Jones

Queridos amigos,

a jornada em que tenho estado nestes oito meses quase me levaram à lua de animação e têm sido surreais, para dizer o mínimo. Mais importante do que isso, tem sido e continua sendo uma jornada cheia de gratidão. Gostaria de agradecer a todos e a cada um de vocês por suas contribuições tão inspiradoras. É um privilégio absoluto ver e compartilhar suas fotos, junto com suas histórias pessoais, cada e todo dia com pessoas do mundo inteiro. Eu posso dizer que não foi uma tarefa fácil selecionar as duzentas melhores fotos para o livro!

Estou extasiado de anunciar que o Dear Photograph, o livro, agora está disponível para prevenda e estará nas livrarias em meados de maio, na América do Norte. Por enquanto, fiquem com a capa! Gostaria de fazer um agradecimento especial a Luis Picolo por sua contribuição, já que sua foto fantástica fez a capa do livro! Mal posso esperar para compartilhar mais detalhes com vocês nos próximos meses, quando trouxermos o Dear Photograph, o livro, a vocês!

Com gratidão,

Taylor Jones.



primeiro livro
http://bit.ly/eqlmundo

Manda pra alguém:

CONVERSATION

0 comments :

Postar um comentário